Imprensa

Lotus transforma restos de madeira de obra em adubo para alimentos orgânicos

Parceria com empresas de reciclagem permite que resíduos de madeira se tornem matéria orgânica de qualidade para a produção rural


A sustentabilidade já é uma máxima na construção civil, mas algumas práticas têm ganhado os canteiros de obras e transformado lixo em impacto positivo para o meio ambiente.

É o caso da obra do Haya, empreendimento da Lotus, no Noroeste. Com a fachada do prédio em concreto aparente ripado, a construtora utiliza mais madeira na produção das “formas” do concreto.

Os resíduos resultantes da montagem das formas, que poderiam ir para o aterro sanitário e se tornarem lixo, são enviados para empresas parceiras que reciclam e utilizam o resíduo como material para compostagem.

Impacto ambiental

A engenheira ambiental Luciana Souza, da Sou Ambiental, explica que o tratamento da madeira garante sustentabilidade real à obra. “A serragem, quando não tem tratamento e destinação corretos, acaba indo para o aterro sanitário, gerando impacto ambiental enorme, com liberação de gás metano e emissão de carbono”, revela.

Ao serem destinados a empresas que fazem a compostagem, os flocos de madeira, em 4 meses, tornam-se adubo orgânico e são totalmente reaproveitados – inclusive na horta orgânica da própria obra.

Compostagem orgânica

A produtora rural Renata Rebouças, da Chácara Cerrado Orgânico, é uma das parceiras que recebe os resíduos de madeira para reaproveitamento – por meio da compostagem.

“A compostagem é um processo natural de decomposição de resíduos orgânicos para reaproveitamento como adubo”, explica Renata.

“Nós equilibramos resíduos orgânicos (restos de alimentos) com poda de material verde (restos de madeira e árvores) e, com isso, garantimos o reaproveitamento, o reuso e a reciclagem. Garantimos
um alimento de melhor qualidade e ainda ajudamos o meio ambiente”, completa

Responsabilidade ambiental

A sustentabilidade é um pilar da Lotus em todas as fases dos empreendimentos – do planejamento à construção. “A nossa visão empresarial é moderna e trabalhamos para transformar questões ambientais sensíveis em oportunidades de negócio. Queremos inspirar outras empresas, parceiros e funcionários a construir um futuro melhor”, explica Ruy Hernandez, proprietário da Lotus. Investir em ações de sustentabilidade gera valores para a sociedade e o meio ambiente.”, completa.

Além da compostagem, resíduos de obra dos empreendimentos Lotus também são reutilizados para a produção de móveis, objetos de decoração, artesanato e até combustível.

“Na Lotus, reconhecemos nosso papel indispensável para apoiar essa transição mundial para um mundo mais sustentável. Vivemos um processo de mudança e queremos ampliar o conhecimento e o desenvolvimento de soluções concretas para uma agenda sustentável”, garante outro proprietário da Lotus, Luiz Felipe Hernandez.

Relacionados

Imprensa
Lotus ganha Certificação Great Place to Work
Imprensa
Lotus torna-se a primeira construtora de Brasília a ter Código de Conduta e Canal de Denúncias
Imprensa
Construtora completa 4 anos em Brasília como referência no mercado